Escola de Costura Olinda Carneiro

Como organização, conseguimos o título de utilidade pública que possibilita registros em outros órgãos do município e estado, pleitear recursos necessários para darmos não só atendimento no âmbito psicológico e material, mas principalmente para que possamos capacitar as pessoas para o mercado de trabalho local, que tem dificuldades em preencher suas vagas de empregos pela falta de mão de obra qualificada.

Com o apoio da Federação Espírita do Paraná, doações de máquinas de costura e malhas, pela empresa Sonhart (Indústria de confecção com sede na cidade de Londrina) e Associação de Aposentados do Banco do Brasil, iniciou-se curso de costura industrial, com a finalidade de inclusão das assistidas no mercado de trabalho. Principalmente pela empresa Sonhart , que através de parceria, recebe as alunas, dando-lhes oportunidade de contratação.

A aluna pertencente à escola trabalha basicamente com o segmento mais procurado na região, o de vestuário, onde há várias fábricas que necessitam de mão de obra qualificada, porém não disponibilizam tempo nem pessoal para a qualificação da mão de obra.

A Escola de Costura Olinda Carneiro vem preencher uma lacuna extremamente importante para o desenvolvimento sócio profissional do município, voltada à população de baixa renda, oferecendo qualificação profissional.

Metodologia e Plano de Ação:

  • Oficinas de corte e costura industrial;
  • Curso com 120 horas;
  • Orientações gerais ao aluno, tais como: compra e manutenção de materiais, comercialização e profissionalização;
  • Atividades da função;
    – Abordagem técnica no manuseio das máquinas e dos materiais e suas possibilidades. Levar o aprendiz a compreender as especificidades dos materiais e perceber as diferentes alternativas a partir do domínio técnico e manuseio criativo;
  • Abordagem didática, coletivismo, no fazer e no aprendizado sobre reutilização de materiais e redução de custos;
  • Higiene e postura;
  • Abordagem social na reflexão sobre sua função sócio familiar e da possibilidade de inserção social através do trabalho.

Desenvolvimento do Projeto:

  • O projeto tem como sede as dependências da ONG OLVE, que foi reformada e adequada para a instalação da escola de costura. Nas instalações temos espaço para 12 máquinas industriais, a instalação elétrica foi refeita e modificada para trifásico. Temos cozinha, banheiro e bebedouro;
  • O curso é ministrado por voluntários com metas futuras para a contratação de professores. A coordenação é feita por trabalhadores vinculados a ONG e escolhidos através de votação entre os participantes;
  • O material bem como o maquinário necessário para realização do curso veio de doações ou recursos da ONG provindos de realização de eventos, bazar de artesanatos, etc.;
  • A ONG fica responsável pela divulgação do curso nas empresas de Londrina e região e pelas parcerias para inclusão dessas alunas no mercado de trabalho;
    – Transparência, responsabilidade e qualidade na administração da escola, conquistando credibilidade e confiança, junto aos empresários e outros interessados em colaborar com a manutenção e patrocínio do projeto;
  • Avaliação, quanto à qualidade do aprendizado dos alunos.

Programação:

O curso de costura industrial é realizado em 120 horas, sendo 10 horas semanais (às Terças e Quintas, com duração de 3h20min cada aula).

Avaliação do Projeto:

  • Com o propósito de atender a todos os objetivos elencados no projeto, sua avaliação ocorrerá antes, durante e após seu período de execução.
    As reuniões de avaliação, as mesmas acontecerão com coordenadores e alunos envolvidos, além dos profissionais responsáveis pelo desenvolvimento do projeto, abordando:
    Relações interpessoais da aluna;
  • Relações familiares;
  • Avaliação do rendimento pessoal no aprendizado;
  • Avaliação do rendimento às aulas e frequência ao Projeto;
  • Avaliação dos objetivos propostos para o mês;
  • Avaliação de propostas de auto sustentabilidade e continuidade do Projeto.